buscar
Search Loading Spinner
Gramáticainfo
arrow_drop_up Nesta área você encontrará todos os tópicos que compõem a gramática do inglês, do mais básico até o mais avançado. Aqui você pode aprofundar cada aspecto que compõe esta língua, tudo de forma simples e detalhada.
- Ortografia
arrow_drop_up
close
Nesta área você encontrará todos os tópicos que compõem a gramática do inglês, do mais básico até o mais avançado. Aqui você pode aprofundar cada aspecto que compõe esta língua, tudo de forma simples e detalhada.

Como usar apóstrofos em inglês

O apóstrofo é um sinal ortográfico que se parece com uma aspas ( ' ) ao lado de uma palavra ou letra ('s ) e cuja função pode ser confundida quando é usada.

Vejamos quando usar este sinal ortográfico nos seguintes casos:

Quando usá-lo

Para indicar a posse:

Chamamos de genitivo a forma de posse onde o apóstrofo e um "s" é acrescentado no final do substantivo ou ao sujeito que está sendo determinado como possuidor de algo.

  • This is Adam’s company. 
    Esta é a companhia de Adam.

No entanto, existem algumas regras gramaticais necessárias para indicar corretamente a posse. Observe.

1. Nos substantivos terminados em "-s", podemos indicar a posse de duas maneiras:

a) Se for um nome próprio, basta adicionar o apóstrofo:

  • Socrates’ philosophy has inspired many contemporary authors. 
    A filosofia de Sócrates inspirou muitos autores contemporâneos.

b) Se for um substantivo comum, adicionamos "'s", por exemplo:

  • The waiter’s tray is broken.  
    A bandeja da garçonete está quebrada.

2. Para substantivos regulares, cujo plural é construído adicionando "-s" ou "-es" ao final da palavra, basta adicionar o apóstrofo no final:

  • The foxes’ fur is so beautiful!  
    O pêlo das raposas é tão lindo!

3. Para substantivos irregulares, cujo plural não é formado por "-s" ou "-es", como por exemplo:

  • Foot – Feet
    Pé - pés
  • Tooth – Teeth
    Dente - dentes

Incorpora o apóstrofo da posse em sua forma tradicional: "‘s".

  • You should not be worried about people's opinion. 
    Você não deve se preocupar com a opinião das pessoas.

Ao realizar uma contração:

As contrações são utilizadas em contextos informais e comumente com verbos auxiliares, como o verbo to be  e os verbos modais, entre outros, de forma negativa ou afirmativa.

Nesse caso, o apóstrofo indica que duas palavras foram unidas, por exemplo:

  • I don’t remember where the doctor’s office is.
    Não me lembro onde fica o consultório médico.

No exemplo anterior, a contração foi feita com o verbo auxiliar do e a conjunção not. Embora sua estrutura tenha mudado, mantém o mesmo significado.

Quando não usar o apóstrofo:

1. Não contraímos  a conjugação "I am + not".

  • Correto: I’m not 
  • Incorreto: I amn’t, I’mn’t, I am’not, I am’nt 

2. No caso das "yes or not questions", não contraímos a resposta:

  • Are you student? 
    Você é estudante?
  • Resposta correta: Yes I am / Sim, eu sou
  • Resposta errada: Yes I'm  / Sim, sou

3. Nunca usamos o apóstrofo para criar o plural de um nome:

  • Correto:  My dogs are beautiful. / Meus cachorros são lindos.
  • Incorreto: My dog’s are beautiful.

Algumas contrações que você encontrará freqüentemente são as dos verbos to be no tempo presente, e have ou has, tanto no tempo presente quanto no pretérito.

Exemplo de imagem das contrações dos verbos To be, Have, Has and Had.

Quanto aos verbos modais, você frequentemente verá a abreviação dos verbos Will, Shall e Would.

Exemplo de imagem das contrações dos verbos Will, Shall and Would.

Ainda é possível contrair  alguns verbos com o advérbio not quando construimos a forma negativa, por exemplo:

Tabela de contrações da estrutura negativa do verbo  To Be, Have, Has, Had, Do, Does y Does.